terça-feira, 31 de julho de 2012

Roberta tira a virgindade de seu irmão!

Ola, meu nome e Roberto e vou compartilhar com os leitores algumas das historias que eu fiz acontecer com minha esposa. Alias, Roberta e uma mulher LINDA, nao e modelo da playboy, mas um mulherao (pernas grossas, loira, alta e cheia de curvas) de arrancar elogios e sempre ser homenageada por um minuto de silencio sempre que passa perto de homens conversando. Rsrsrsrsrsrsrsrs. Minha primeira contribuição foi o conto ?Minha esposa estreou no lesbo...?. Esta e a segunda experiência nossa que tenho para compartilhar com todos que, assim como eu, se deliciam ao ler as historias sacanas contadas com pessoas comuns, que podem estar morando ao nosso lado. Este conto aconteceu ano passado, quando meu cunhado veio passar as férias em nossa casa. Vamos chama-lo de Jonas. Jonas era um rapaz franzino, de 18 anos. Timido. Muito sacana como eu sou, logo notei que Jonas sentiu o maior tesao pela Irma que nunca tinha visto (ele sempre morou em outro estado e eles so tiveram contato quando eram muito pequenos). Jonas tinha vergonha ao me encarar, sempre desviava o olhar, como se me confessasse que sentia tesao por Roberta. Paralelamente, sempre que conversava com ele, ia sondando e logo percebi que ele era virgem, apesar dele sempre negar isso. Um dia, o banheiro do quarto de Jonas teve um problema e Roberta mandou ele tomar banho na área de serviço, sem querer (segundo ela. Rsrsrsrsrs) ela entrou na área e viu ele pelado, imediatamente ele tratou de esconder o pinto. A noite minha esposa me contou que ele tinha um penis grande e o tanto que ele ficou sem jeito quando ela o flagrou pelado. Ai eu contei pra ela minhas impressões sobre ele ser virgem e que eu já tinha notado que ele sentia o maior tesao por ela. Ela ficou besta com a historia, mas eu propus que ela sondasse q descobriria. Mostrei pra ela uns contos eróticos sobre incesto aqui do site e transamos muito a noite toda. Poucos dias depois tive que viajar, mas deixei Roberta de aviso sobre a situação e o tanto que eu estava excitado vendo o cenário.  Fui colocando pilha nela, ela foi conversar com Jonas e ele confessou pra ela q era virgem, jah tinha dado uns amassos numas garotas, mas nunca tinha transado. Aos poucos Roberta foi ficando excitada com a situação e começou a gostar da ideia de realizar uma fantasia antiga de tirar a virgindade de um garoto (eu ficaria com o bônus de ser um incesto ainda). As conversas entre eles foram desenrolando. Um dia eu estava a noite conversando pelo MSN com Roberta (eu ainda viajava). Ela se masturbou no computador pela webcam e disse q pensou ter visto um movimento no quarto de Jonas, eu peguei pesado e disse q tinha certeza que ele tinha visto ela se masturbando e correu pra cama bater uma punheta bem gostosa pensando na maninha. Comecei a fantasiar pra ela como seria gostoso ela, ao tardar da noite ir ate o quarto de Jonas, acorda-lo com caricias e beijos, dar pra ele a melhor noite de sexo da vida dele. Disse o tanto que ele lembraria dela sempre que pensasse em sexo, que ele poderia esquecer a ultima transa, mas a primeira ficaria marcada pra sempre na vida dele, disse como ainda lembrava da minha primeira transa. Ela não deu muita bola, disse q iria desligar porque precisava fazer umas coisas.  Fui dormir tranquilo e acreditando que não peguei forte o suficiente, que ela não tinha dado muita bola pra minhas ideias, ateh que no outro dia recebi uma mensagem no celular da empresa: ?O produto 18 funcionou?. Eu estava numa reunião, fiquei de pau duro na hora, pedi licença e fui me masturbar e conversar com ela. Ela me confirmou que transou sim com ele e que mais tarde me daria todos os detalhes. A noite eu fui correndo para o MSN para saber de todos os detalhes. Ela me disse que assim que saiu do MSN foi se banhar, passou hidratante pelo corpo, se perfumou, escolheu uma lingerie bem sexy, colocou uma camisola transparente por cima e foi acordar ele, mandando ele escovar os dentes e ir no nosso quarto que ela precisava conversar com ele. Quando ele chegou La, ela perguntou se ele a achava gostosa e se tinha tesao nela, o malandro disse na lata que sim. Ela perguntou se ele estava afim de perder a virgindade dele naquela noite. Nem precisou ouvir a resposta, foi logo acariciando o pau do maninho pela bermuda, estava muito duro, trocaram beijos e caricias, ele ficou dizendo que era louco pela Irma, porque ela estava sempre bem arrumada, sexy e muito cheirosa (o que e verdade). Trocaram caricias, beijos. Ela muito excitada em realizar a fantasia e também pelo gosto de proibido do sexo entre irmãos. Ele chupou muito os seios dela, ficou louco ao ver a xaninha de Roberta muito lisinha e cheirosa, caindo de boca matando uma sede de tempos. Ela transou com ele uma vez somente essa noite, começou sem camisinha pra que ele sentisse como era uma bucetinha melada por dentro, depois de colocar o preservativo  ela montou em cima dele, ate que ele gozou dentro dela. Minha esposa me confessou que a experiencia nao foi muito boa, que ela nao gozou e nem gostou muito mesmo da transa. Valeu pela realização da fantasia, mas que ela nao queria outro virgem mais nao.... KKKKKKKKK No próximo conto iriei relatar nosso primeiro ménage, com um ex de Roberta, foi uma delicia!

Um comentário: